domingo, 7 de junho de 2009

hecatombe

lírio ou simplesmente soneto
transformado em hecatombe
sentença ou poemeto
sem que a postura o tombe.

entre olhos do rosto fulminado
há uma voz
que grita um desespero contagiado
atroz.

imoderado é o acto
desse macabro e inútil amparo
extensivo e plural

que ofende de facto
sem qualquer reparo
quem pense que não é o mal.

Um comentário:

Um Olhar disse...

Mais um Poema fantástico...
Gostei! Bom fim de semana.

Bjo

Fátima