segunda-feira, 5 de abril de 2010

não voltarei

não me tentes! desistirei de tudo. de todas as loucuras. seguirei os caminhos que ninguém seguiu e não voltarei para contar-vos.

desistirei dos amores-perfeitos, das carícias ou dos lugares-comuns. esconderei os passos, as roupas com os bolsos que guardarem as recordações e as manias de acreditar em nós.

arrumarei as loucuras que juntos consumimos num lugar de nenhum. e nos caminhos plantarei barreiras e escavarei roços, fossos e todas as densidades para enterrar os momentos de cada tempo caído. nas chuvas verás as minhas lágrimas, talvez de arrependimento, verás as tuas também, talvez de saudades, mas nada se poderá alterar porque há caminhos sem retorno.

não voltarei!

adeus

a deus

a d eu s

a d eus

9 comentários:

MARNUNEFREI disse...

Please see! money as debt

http://www.youtube.com/watch?v=vVkFb26u9g8

ZEITGEIST: ADDENDUM

http://www.zeitgeistmovie.com/

project camelot magnetic motor

http://www.youtube.com/watch?v=hkgyY47duCM

Important please pass forward

Olhar Meu disse...

Não feches as portas, permite-nos continuar a ler-te...

Bjo
Fatima

Olhar Meu disse...

Não feches as portas, permite-nos continuar a ler-te...

Bjo
Fatima

MARNUNEFREI disse...

This will astonish you!

ZEITGEIST: ADDENDUM

http://www.zeitgeistmovie.com/

Money as debt

http://www.youtube.com/watch?v=vVkFb26u9g8

project camelot magnetic motor

http://www.youtube.com/watch?v=hkgyY47duCM

AMAZING!!

OZONATED WATER: CURE ANYTHING!

http://www.stoptherobbery.com/

Monatomic Gold

http://monatomicgold.co.uk/index.php

diego pereira disse...

Du caralho ups desculpe pelo nome feio visite o meu http://vidadospensamentos.blogspot.com

Chardie B. disse...

mtoooo bom o blog
parabens

http://chardiebatista.blogspot.com/
dá uma olhadela lah qualquer hr
abrax :)

Estrela disse...

Ah... Não digas adeus!
Também eu o disse tantas vezes e,no entanto,estou de volta.
Seu poema é maravilhoso. Não esqueça seu amor, não se aparte dele. Um amor assim não haverá de ter barreiraas que não sejam removidas.
Amei o seu blog.Parabéns!
Abraço!

Fatima disse...

Não quiz acreditar num adeus definitivo, mas por alguma razão aconteceu mesmo. O que respeito, mas lamento muito.

Bjo
Fatima

Fanzine Episódio Cultural disse...

Donzelas do Apocalipse

Sem pai, sem mãe,
Sem leite materno...

Seu estômago vazio
Pediu por comida:
Com uma arma carregada
Roubou uma vida.

Escondia-se na escuridão,
Disfarçava-se na luz.
Foi a uma igreja...
Rezar, pedir perdão?
Não! Para roubar um pedaço de pão.

O mundo o condenou.
Amor e carinho
Jamais encontrou.

A sociedade o execrou,
A margem da vida o adotou.
Foi condenado a percorrer
Um longo e tortuoso caminho:
O seu exílio.

Mas, não estava só!
De ambos os lados,
Lindas e afrodisíacas donzelas
O seguiam:

A angústia e a fome
A solidão e a morte.

Do livro (O ANJO E A TEMPESTADE) de Agamenon Troyan.